segunda-feira, 28 de maio de 2012

Professor agride aluno na PB e PM é acionada para conter linchamento

Três guarnições da Polícia Militar foram acionadas na manhã desta segunda-feira, 28, na Escola Estadual Dom José Maria Pires, no bairro das Indústrias, em João Pessoa - PB, onde um professor de Biologia, quase foi linchado por vários alunos, após agredir um estudantede de 15 anos.
Segundo informações de um vigilante do educandário que não quis se identificar, o professor de Biologia, que não teve o nome revelado, teria agredido um aluno e, por conta disso, cerca de vinte colegas do adolescente partiram para revidar a agressão do professor.
Para evitar uma ‘tragédia’ dois vigilantes da Escola conseguiram levar o professor para uma sala do colégio e ato contínuo a polícia foi acionada.
O aluno agredido apresenta um hematoma no rosto. Professor, aluno e a mãe do adolescente foram levados para a delegacia do Menor, no Centro da Capital paraibana.
Não temos maiores informações sob o que ocorreu dentro da sala de aula, mas esse fato tem que ser investigado pela polícia e direção da escola, pois nada justifica a agreção em sí, mas na maioria dos casos vemos professores sendo agredidos verbalmente e fisicamente por alunos.

Charles Everton ainda com informações de wscom.com.br
.

5 comentários:

  1. Como professor, passo por um problema semelhante: marginais travestidos de "aluno" agridem verbalmente, ameaçam e, cúmulo, fumam e ouvem som alto durante as aulas. A Secretaria, no auge da hipocrisia, ainda pensa em "exonerar" o professor. Lamentável: além de sermos mão de obra descartável, agora temos que apanhar de marginais caladinhos, do contrário... "Isso é Brasil"!

    ResponderExcluir
  2. é verdade, infelizmente, esse país é uma piada,as pessoas não se respeitam, os valores estão invertidos, alunos não mais vão a escola para aprender e ainda existe um tal de "ECA" que defende esses baderneiros, os professores já não são valorizados com os seus míseros salarios e ainda são obrigados a aguentar a hipocrisia desse povo que insiste em chamar marginais de alunos. É A LEI!!

    ResponderExcluir
  3. O desrespeito é enorme! passamos noites preparando aulas, encontrando uma melhor maneira de passar os assuntos em sala de aula e o que sempre ocorre é: celular ligar com musicas nas alturas, piadas, gritarias, entra e sai a todo instante. Infelizmente o professor pedeu seu controle emocional. Mas é impossivel lidar com alunos dessa qualidade.

    ResponderExcluir
  4. Os professores estão pedido socorro pois tem alunos que não respeita mais a alteridade que os professres tem,isso é o espelho do que está acontecendo nas escolas por todo o país.Eu acho que se os adolescente devem ser protegidos tem que ser punidos também,isso só vai mudar depois que a população se situa que não são só os politicos que mundam as leis nós também podemos mudar,pois o politico trabalha para nós.E só uma coisa ele é professor de quimica.

    ResponderExcluir
  5. Há verdadeiros marginais em sala de aula com a conivência da gestão escolar e da secretária da Educação. Também sou professora e sinto essa realidade em sala de aula. O Estatuto da Criança e do Adolescente devia proteger a criança inocente e adolescentes marginais infratores a quem o ECA apenas se aplica.
    Considero uma injustiça um professor de Química se esforçar numa universidade, formar-se, passar num concurso público e, depois, ser exonerado por causa de um bandido.

    ResponderExcluir