terça-feira, 3 de julho de 2012

Acidente na BR 324 próximo a Salvador, 10 pessoas morrem

Dez pessoas morreram no acidente grave ocorrido no início da manhã desta terça-feira, na BR-324, região metropolitana de Salvador. Nove pessoas que viajavam em uma van morreram na hora, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF). A 10ª vítima morreu após dar entrada no Hospital Geral do Estado, em Salvador. Outras quatro pessoas foram internadas na unidade de saúde - uma recebeu alta no final da manhã e outros três permaneciam internados.
O acidente ocorreu por volta das 5h15m, nas proximidades do município de Candeias, envolveu uma carreta com placa de Itaúna (MG) e uma van licenciada em Santo Amaro, na Bahia, que transportava 16 pessoas. A van bateu na traseira e saiu arrastando a lateral da carreta no km-591, no trecho do posto de combustível Laçador. Segundo familiares, os passageiros saíram da cidade de Saubara, a 91 km de Salvador.
O motorista da carreta saiu ileso do acidente. "Eu vinha na pista, na velocidade certa, quando ele chegou correndo demais. Eu só vi o impacto. Não sei o que aconteceu", diz o condutor Valdeci Luís da Cunha, que saiu do Recife (PE), com o veículo carregado de ferro, em direção ao município baiano de Simões Filho. Segundo a PRF, ele deve ser encaminhado para prestar depoimento na delegacia de Candeias, onde será aberto inquérito policial.
A colisão gerou congestionamento que passou dos 10km na BR-324, no sentido Salvador. Por volta das 9h50, o fluxo permanecia complicado na rodovia. As causas do acidente serão investigadas pela Polícia Rodoviária Federal.
A van envolvida no acidente na manhã desta terça-feira (3), na Bahia, circulava sem autorização da Agerba, agência que regula e fiscaliza os transportes no estado. Segundo o diretor executivo do órgão, Eduardo Pessoa, o proprietário do veículo solicitou vistoria junto à Agerba em setembro de 2011, mas a realização do procedimento foi negada porque a van não possuía requisitos para circular.



Com informações do G1.com/BA

Nenhum comentário:

Postar um comentário