terça-feira, 22 de maio de 2012

Menina da 13 anos é estuprada na PB, pastor de igreja evangélica é principal suspeito

Um pastor evangélico está sendo acusado de estuprar uma adolescente de 13 anos de idade. Ele deveria ser ouvido na manhã desta segunda-feira (21), pelo delegado da Polícia Civil, Nélio Carneiro, na Delegacia de Mangabeira (9ª DD), em João Pessoa.
 O acusado não compareceu à delegacia conforme solicitação feita pelo delegado. Estiveram presentes para depor os pais da vítima, parentes, amigos e outros integrantes da igreja.
 Durante a investigação do caso, a autoridade policial ouviu várias testemunhas, entre elas outro pastor evangélico. Há informações de que a vítima de 13 anos de idade fazia parte da mesma congregação do homem acusado.
Em seu depoimento, a jovem contou ao delegado Nélio Carneiro que foi estuprada pelo pastor Germerson por cinco vezes, dentro da casa dele.
“Eu nunca havia mantido relação com outro homem”, revelou a adolescente de 13 anos que garante ter perdido a virgindade após ter sido violentada sexualmente por o pastor.
 Ela disse que o acusado alegava que a prática do abuso era um "mandado de Deus".
Ainda segundo relato da adolescente, o suspeito a estuprou quatro vezes sob a ameaça de que caso ela relatasse o abuso, a vítima teria sérias conseqüências. Apesar do depoimento detalhado da menor, a polícia ainda não pode prender Gemerson dos Santos, pois ele não foi pego em flagrante.
 O delegado Nélio Carneiro disse que vai convocar o pastor mais uma vez para que ele preste depoimento sobre as acusações. Caso não compareça será levado para a delegacia pelos policiais.
 O pastor Germerson é presidente do Grupo de Jovens de uma igreja evangélica que está localizada no bairro do Valentina Figueiredo, em João Pessoa.
 Na manhã do dia (23), o depoimento do pastor Gemerson dos Santos de 31 anos, foi adiado a pedido do advogado que alegou não estar por dentro do caso. O principal suspeito de ter violentado sexualmente uma adolescente de 13 anos no bairro do Valentina Figueiredo em João Pessoa.
 A oitiva estava marcada para a manhã desta terça-feira (22).
 A informação foi confirmada pelo delegado Nélio Carneiro, responsável pelas investigações e titular da 9ª Delegacia Distrital.



Com informações do portalcorreio.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário