quarta-feira, 11 de maio de 2011

PC de MG entra em greve, PM e BM realizam assembléia sobre aumento

Como já havia sido anunciado, os policiais civis de Minas Gerais estão em greve por tempo indeterminado a partir desta terça-feira (10). Segundo a categoria, a paralisação será parcial e os atendimentos emergenciais serão realizados normalmente.
"Por se tratar de um órgão que cuida da segurança da sociedade, não podemos parar totalmente", disse o secretário geral do Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais (Sindpol-MG), Cláudio de Souza Pereira.
Segundo ele, serviços como emissão de carteira de identidade e ocorrências policiais serão feitos com escala de 50% de profissionais. "Estamos alertando as pessoas para lavrarem as ocorrências na Polícia Militar", orienta Pereira. Ele ressalta que o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MG) também deverá operar com metade do efetivo.
As principais reivindicações são equiparação salarial, melhores condições de trabalho e ampliação dos quadros. "Precisamos de pelo menos mais 12 mil policiais para fazermos um trabalho digno", afirmou Pereira.

Policiais militares e bombeiros de Minas Gerais realizam uma assembleia geral na tarde desta quarta-feira (11), como parte de uma campanha que reivindica aumento salarial. Os militares querem que o piso salarial da categoria seja de R$ 4 mil.
Centenas de pessoas são esperados para a assembleia, e o grupo deve sair em passeata em direção à Praça Sete, no centro, para tornar a manifestação pública.

Com informações de otempo.com.br



Um comentário:

  1. Reivindicações justas e inteligentes, assim mostraremos para toda a sociedade que somos trabalhadores e pais honestos de familia... vamos a luta companheiros

    ResponderExcluir