terça-feira, 12 de abril de 2011

Policiais que atuaram na escola em Realengo - RJ, são promovidos.


Os três policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária que interromperam a ação do atirador Wellington Menezes de Oliveira, na Escola Tasso da Silveira, em Realengo, na última quinta-feira (7), foram condecorados por ato de bravura no Rio na manhã desta terça-feira(12). O presidente em exercício, Michel Temer, participou da cerimônia. O terceiro-sargento Márcio Alexandre Alves, chamado de herói pelo governador Sérgio Cabral, foi promovido a segundo-sargento. Já os cabos Denilson Francisco de Paula e Ednei Feliciano da Silva foram alçados a terceiro-sargento. A ação dos militares foi elogiada pelo comandante-geral, coronel Mário Sérgio Duarte, na abertura do evento, no quartel-general da Polícia Militar, no Centro do Rio. “Em meio ao horror, uma guarnição, demonstrando coragem e serenidade, conseguiu impedir que o franco atirador causasse um morticínio ainda maior”, disse.
O coronel Mário Sérgio afirmou que “o 7 de abril não deve ser lembrado como um dia de fúria e infâmia, mas um marco para construir a paz” e citou ainda uma passagem do Alcorão. “O livro sagrado do Islã, que com certeza nada tem a ver com esse ato tresloucado, diz: "As crianças são o ornamento da vida neste mundo", Michel Temer fez um breve discurso, elogiou a política de segurança do governo do estado, citando o secretário de Segurança José Mariano Beltrame, e lembrou que a presidente Dilma Rousseff, antes de viajar para a China, recomendou que ele a representasse na cerimônia de promoção dos militares. Ele entregou as condecorações ao sargento Márcio Alves.
"Fora a parte da coragem, eles têm o senso de oportunidade e a tranqüilidade para agir", resumiu Temer.

Com informações do G1.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário