terça-feira, 26 de abril de 2011

Cabo da PM pode ter sido morto pela própria mulher em Baía da Traição - PB

O cabo Joseildo Pereira da Silva, 45 anos, pode ter sido assassinado pela própria companheira. A hipótese foi levantada pelo delegado Walter Brandão, que está investigando o caso. Ele afirmou na manhã desta terça-feira (26) que os indícios apontam para o envolvimento da esposa do militar no crime.
Nas primeiras investigações, o delegado foi informado de que o cabo mantinha um relacionamento conturbado com a esposa Magna. De acordo com Walter Brandão, eles bebiam muito e ambos alimentavam um ciúme doentio e por isso as discussões eram freqüentes.
De acordo com a polícia na noite anterior ao crime, o casal chegou a discutir em plena praça pública na cidade de Baía da Traição. Walter Brandão disse que logo após os disparos Magna deixou a residência com objetivo de viajar para Guarabira e como não encontrou transporte voltou para a residência.
Depois que o corpo foi encontrado, Magna já estava em Guarabira e segundo o delegado quando foi informada da morte do companheiro agiu de maneira fria. A mulher foi submetida a exame de residuograma de chumbo o que vai apontar se ela manuseou alguma arma nas últimas horas.
Como o exame só feito na noite de segunda-feira (25) o delegado disse que dificilmente o resultado dará positivo, porque ela com certeza já tomou banho varias vezes e com isso os resíduos de pólvora não estão mais no corpo. 

Fonte: paraiba.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário