sexta-feira, 29 de abril de 2011

Agentes da Policia Civil em MG, param em Maio

Agentes da Polícia Civil de Minas Gerais decidiram em assembleia realizada na tarde desta sexta-feira, parar por tempo indeterminado. A informação foi confirmada pelo Sindicato dos Servidores da Polícia do Estado de Minas Gerais (Sindpol-MG). De acordo com a corporação, a greve deve ter início no dia 10 de maio, caso o governo não se manifeste. 
Os policiais pedem aumento no quadro de funcionários, equiparação remuneratória de delegados da polícia e representantes do Ministério Público, e melhores condições de trabalho. Atualmente, o salário de um profissional da categoria é de R$ 2.040.
Nesta tarde cerca de 2,5 mil policiais fizeram uma manifestação no Centro de Belo Horizonte. Eles se reuniram na Praça da Liberdade e seguiram para a Praça Sete. Os manifestantes fizeram um círculo em volta do obelisco, conhecido como pirulito da Praça Sete fechando alguns cruzamentos. Eles queimaram caixões. Segundo a corporação, o ato significa o enterro da corporação.
A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou, em nota, que as reivindicações apresentadas pelo Sindicato dos Servidores da Polícia Civil de Minas Gerais (Sindpol) estão sendo analisadas. Segundo a secretaria, como a maior parte delas tem impacto direto no orçamento do Estado é necessária uma avaliação técnica detalhada para qualquer decisão.
Nesta tarde, os policiais queimaram um caixão na Praça Sete durante uma manifestação, de acordo com a BHTrans, o trânsito ficou caótico em todo hipercentro da cidade.





Com informações do em.com.br

Ataques a ônibus em MG, pode está ligada a presos membros de facção criminosa

A Polícia investiga se os ataques a ônibus ocorridos nesta semana em Minas Gerais estariam ligados a um grupo de presos supostamente membros de uma facção criminosa. Na noite de quarta-feira (27), dois veículos foram incendiados, totalizando quatro ataques a coletivos nesta semana. Em um carta deixa em um dos veículos, os criminosos ameaçam queimar mais seis ônibus na região metropolitana de Belo Horizonte, até sábado (30).
As ações seriam represálias à varredura, realizada pela Seds (Secretaria de Estado de Defesa Social), na Penitenciária Nelson Hungria, em Nova Contagem, nesta semana, para apreender celulares, drogas e armas. Dos 16 suspeitos, apenas um está preso.
Por causa das ameaças de novos ataques, todos os batalhões da Polícia Militar da região metropolitana reforçaram, desde quinta-feira (28), as rondas nas linhas do transporte coletivo. As ordens para queimar ônibus estariam sendo dadas por telefone por presos da facção, que estão na Nelson Hungria, segundo informações da Polícia Civil.
O Comando da Polícia Militar alega que os ataques são um ato de vandalismo. Entretanto, as investigações feitas pela Polícia Civil apontam como responsável pelo incêndio a um ônibus da Linha Ipê Amarelo, em Nova Contagem, na terça-feira, Eliza Camões Batista, 50 anos, mulher de um preso que faria parte da facção e que está na Nelson Hungria.
O nome do detento não foi divulgado para não atrapalhar as investigações. Na casa da mulher, os militares encontraram três tabletes de maconha e um celular com telefones de pessoas do Rio de Janeiro e São Paulo.
Um dos ataques a ônibus na noite de quarta-feira ocorreu em Vespasiano e outro em Belo Horizonte. Os criminosos renderam os motoristas e cobradores e, em seguida, atearam fogo nos veículos, que ficaram parcialmente destruídos. “Caso a diretoria da Penitenciária Nelson Hungria não fosse trocada, a repressão iria continuar”, esta era uma das frases de um bilhete deixado no ônibus que queimou no Bairro São Luiz. Outro trecho do bilhete dizia: “se continuar nos reprimindo vamo bota (sic) fogo nos ônibus e vamos matar”.
De acordo com o assessor de comunicação da PM, capitão Gedir Rocha, designado pela Seds para falar sobre os crimes, as ações estão sendo tratadas como casos isolados de vandalismo, apesar dos indícios de que tenham relação com as operações na Nelson Hungria.
- A polícia trabalha com quatro fatos de vandalismo isolados. Eles estão sendo investigados pelo nosso setor de inteligência e pela Polícia Civil. A carta será periciada e poderá ajudar a esclarecer os fatos.

Com informações do R7.com

quinta-feira, 28 de abril de 2011

Nova Campanha do Desarmamento terá início em Maio


Por iniciativa do Ministério da Justiça, será lançada no próximo dia 6 de maio a nova campanha nacional de desarmamento. O objetivo do Ministério e das instituições e organizações da sociedade civil que vão atuar em conjunto é recolher o maior número de armas em todo o Brasil. Para tanto, a campanha traz novidades em relação às realizadas anteriormente, como a inutilização da arma já no ato da entrega e a ampliação dos postos de recolhimento.
O Ministério da Justiça vai credenciar uma rede de postos para o recolhimento de armas em todo o território nacional. Quem entregar as armas não precisará fornecer dados pessoais e receberá, na hora, um protocolo para sacar a indenização em uma agência do Banco do Brasil. Os valores da indenização podem variar de R$ 100 a R$ 300, de acordo com o tipo da arma. Outra novidade é a garantia do anonimato a quem se dispuser a entregar sua arma de fogo, já que não são exigidos dados pessoais nem para a indenização.
Além da indenização rápida, as armas serão inutilizadas no momento da entrega para impedir que voltem a ser utilizadas. Posteriormente, elas serão encaminhadas à Polícia Federal para o descarte total, que poderá ser feito por meio da queima em fornos industriais de alta temperatura.
A nova campanha estava prevista para iniciar em junho, pois o estudo do Mapa da Violência, divulgado no final de fevereiro, e outras pesquisas mostram que a realização de campanhas anteriores foi decisiva para a redução da violência e de homicídios no país. Diante da tragédia ocorrida no dia 7 de abril na escola municipal Tasso da Silveira, no Rio de Janeiro, onde 12 alunos foram mortos e 14 ficaram feridos, o governo federal decidiu antecipar para maio a nova campanha nacional do desarmamento.

O Ministério da Justiça investirá R$ 10 milhões em ações para o recolhimento das armas e pagamento de indenizações. Também será lançada um campanha nacional de mídia para sensibilizar a sociedade e informar como entregar as armas de fogo. Nas duas campanhas anteriores, foram recolhidas cerca de 550 mil armas, número que o Ministério e as instituições parceiras esperam superar neste ano.

“Menos armas significam menos mortes”, afirma o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. Independentemente da campanha, o desarmamento é uma política constante do governo federal e faz parte de um processo que engloba o combate ao crime organizado e crimes transnacionais. O ministro informou que o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) que articula o trabalho das polícias Federal e Rodoviária Federal e polícias civil e militar dos estados será instalado, em breve, em Foz do Iguaçu, na fronteira entre o Brasil e o Paraguai, para coibir a entrada ilegal de armas e de mercadorias no país.


Com informações do Ministério da Justiça

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Passar trote para orgãos da Segurança Pública é considerado crime

Passar trote através do 147, 190, 192 e 193,  é considerado crime previsto no Código Penal Brasileiro. O alerta está sendo feito pelo comandante do Centro Integrado de Operações Policiais - Ciop - PB, tenente coronel João Erivaldo de Pontes. A pena prevista pode ser detenção de um a seis meses ou multa.
O alerta foi feito depois de uma ligação com comunicado falso ter mobilizado equipes da PMPB para atender um suposto assalto ao Banco do Brasil na Avenida Epitácio Pessoa na capital paraibana. A trote provocou tensão e motivou o desprendimento de equipes policiais desnecessariamente.
De acordom com dados da Polícia, os trotes contabilizam 30 por cento das ligações feitas para o 190 da PM e o 193 do Corpo de Bombeiros.
No período das férias, esse percentual aumenta para 35 por cento. As crianças seriam responsáveis pela metade desses trotes. Por isso a orientação aos pais é que eles disciplinem o uso de celulares por parte dos filhos.
O comandante do Ciop - PB, informou que no mês de fevereiro foram registradas 34 mil 293 chamadas, sendo que 2 mil e 75 foram trotes. Os trotes, prejudicam também porque as linhas ficam ocupadas, impedindo que outras pessoas que precisam de socorro imediato contacte a Polícia e ou Bombeiros.
João Erivaldo lembrou aos infratores que já existem mecanismos tecnológicos que localizam as ligações e a população pode denunciar quem passa trote através do número 197.
“Inclusive, já houve casos de pessoas presas em flagrante, uma delas, recentemente no Centro de João Pessoa”, revelou o comandante.

Com informações do portal correio

terça-feira, 26 de abril de 2011

Cabo da PM pode ter sido morto pela própria mulher em Baía da Traição - PB

O cabo Joseildo Pereira da Silva, 45 anos, pode ter sido assassinado pela própria companheira. A hipótese foi levantada pelo delegado Walter Brandão, que está investigando o caso. Ele afirmou na manhã desta terça-feira (26) que os indícios apontam para o envolvimento da esposa do militar no crime.
Nas primeiras investigações, o delegado foi informado de que o cabo mantinha um relacionamento conturbado com a esposa Magna. De acordo com Walter Brandão, eles bebiam muito e ambos alimentavam um ciúme doentio e por isso as discussões eram freqüentes.
De acordo com a polícia na noite anterior ao crime, o casal chegou a discutir em plena praça pública na cidade de Baía da Traição. Walter Brandão disse que logo após os disparos Magna deixou a residência com objetivo de viajar para Guarabira e como não encontrou transporte voltou para a residência.
Depois que o corpo foi encontrado, Magna já estava em Guarabira e segundo o delegado quando foi informada da morte do companheiro agiu de maneira fria. A mulher foi submetida a exame de residuograma de chumbo o que vai apontar se ela manuseou alguma arma nas últimas horas.
Como o exame só feito na noite de segunda-feira (25) o delegado disse que dificilmente o resultado dará positivo, porque ela com certeza já tomou banho varias vezes e com isso os resíduos de pólvora não estão mais no corpo. 

Fonte: paraiba.com.br




segunda-feira, 25 de abril de 2011

Menina de 11 anos é prensada por caminhão em Sabará, na Grande BH

Uma menina de 11 anos ficou ferida nesta segunda-feira (25) após ser prensada por um caminhão que bateu em um muro na Rua Diamantina, no bairro Nossa Senhora de Fátima, em Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. As informações são do Corpo de Bombeiros do município. Ainda de acordo com os bombeiros, o motorista estava descendo a rua em marcha a ré e teria perdido o controle da direção.
A menina sofreu ferimentos leves e estava consciente no momento do resgate, de acordo com os bombeiros. Ela foi encaminhada para o Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, em Belo Horizonte. De acordo com a assessoria do hospital, a menina deu entrada por volta de 11h e passa por avaliação médica.
O motorista do caminhão não ficou ferido, segundo informações dos bombeiros.

Fonte: G1.com

quarta-feira, 20 de abril de 2011

PF prende a promotora Deborah Guerner em Brasília


 Polícia Federal prendeu, nesta quarta-feira (20), a promotora Deborah Guerner e o marido, Jorge Guerner, ambos envolvidos em acusações de formação de quadrilha, corrupção ativa e quebra de sigilo funcional no escândalo da Caixa de Pandora. Os dois desembarcavam no Aeroporto de Brasília depois de uma viagem à Itália e, na chegada, foram surpreendidos pela ordem de prisão.
A Justiça Federal expediu o mandado de prisão por considerar que, mesmo depois de iniciado o processo, Deborah e o marido continuaram a “delinquir”. Pesam contra os dois a acusação de produção de provas falsas, como atestados médicos, para prejudicar as investigações.
No dia 6 de abril, Deborah Guerner compareceu a uma reunião de julgamento no Conselho Nacional do Ministério Público, em Brasília. O relator do processo, conselheiro Luiz Moreira, proferiu o seu voto pela demissão do ex-procurador-geral de Justiça do Distrito Federal, Leonardo Bandarra, e de Deborah pelos crimes de violação de sigilo funcional, recebimento de propina e tentativa de achaque ao ex-governador José Roberto Arruda. Eles foram denunciados originalmente pelo ex-secretário de Relações Institucionais do DF, Durval Barbosa, delator do esquema de corrupção desmantelado em novembro de 2009 pela Caixa de Pandora.
Além de pedir a prisão preventiva de Deborah Guerner e seu marido, o Ministério Público denunciou por formação de quadrilha e falsidade ideológica dois médicos de São Paulo. Em vídeo apreendido na casa da promotora, eles aparecem treinando Deborah sobre como simular desequilíbrio mental para o teste de um sanidade mental.
A Polícia Federal pretendia prender o casal Guerner dentro do aeroporto de Brasília logo após o desembarque da viagem a Itália. Houve um atraso. A promotora e o marido conseguiram sair de carro do aeroporto, que foi interceptado pelos federais na pista principal do Lago Sul, bairro nobre de Brasília. Deborah pediu para deixar as malas em sua casa antes de ser levada presa para a Superintendência da PF. Como ela tem direito a foro especial ela está detida provisoriamente na cela onde ficou preso por quase dois meses o ex-governador José Roberto Arruda.
A pedido do procurador regional da República Ronaldo Albo, a desembargadora federal Mônica Sifuentes determinou que Deborah fique presa em uma cela especial. Os investigadores pretendiam transferi-la para o quartel do Exército, mas as celas lá estão ocupadas. Deborah será transferida para uma dependência da Polícia Militar.

com informações do twitter: @BlogPolitico e G1.com

terça-feira, 19 de abril de 2011

Operação da Polícia Civil tem 11 presos na Rocinha

A operação da polícia civil que acontece na manhã desta terça-feira (19) na Favela da Rocinha, em São Conrado, na Zona Sul do Rio, já prendeu 11 pessoas. A operação segue nesta tarde. O comércio e o trânsito funcionam normalmente na comunidade.
A chefe de Polícia Civil, Martha Rocha, negou que tenha havido vazamento de informações da ação, que pretende cumprir 30 mandados de prisão. Entre eles, o do traficante Nem, que seria o chefe do tráfico no local. De acordo com a chefe de polícia, no período da manhã foram encontrados quase três toneladas de maconha, 42 veículos, duas centrais clandestinas de TV a cabo, uma fábrica de CDs e DVDs piratas, produtos piratas apreendidos em um camelódromo, como roupas e tênis, além de eletrodomésticos. Pássaros Silvestres também foram apreendidos.
Segundo o subchefe da Polícia Civil, Fernando Veloso, foi preciso mais de 50 policiais para retirar toda a droga encontrada no que seria o maior depósito já encontrado pela polícia na comunidade. As investigações, de acordo com o delegado Rafael Willis, da Polinter, tiveram início há seis meses.
A operação seria para cumprir 30 mandados de prisão e de busca e apreensão contra traficantes e parentes do chefe do tráfico na Rocinha, Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem. Também estaria sendo procurado o presidente da associação de moradores da localidade Barcelos, suspeito de atuar como "laranja" da quadrilha.
Considerado um dos maiores vilões do governo fluminense no projeto de pacificação da Rocinha, Nem, de 34 anos, é apontado pela polícia como chefe do tráfico da favela, que possui cerca de 120 mil habitantes. Em outubro de 2010, o Disque-Denúncia já oferecia uma recompensa de R$ 5 mil por informações que levassem à prisão do traficante.
Cerca de 200 policiais de diversas delegacias especializadas participam da ação. O policiais entraram na comunidade por volta das 6h15 e houve muito barulho de fogos de artifício.
Helicópteros dão apoio aos policiais, que entraram na comunidade pela Estrada da Gávea e pela Autoestrada Lagoa-Barra. O Centro de Operações Rio informa que a circulação de veículos na Autoestrada Lagoa-Barra e no Túnel Zuzu Angel está normal. Mas, como opção, os motoristas podem seguir pela Avenida Niemeyer, em São Conrado.

Com informações do G1.com

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Ministério da Justiça irá cadastrar postos para campanha do desarmamento

Na primeira reunião do Conselho que vai gerir a nova campanha do desarmamento, nesta segunda-feira (18), ficou acertado que o Ministério da Justiça vai credenciar  uma rede nacional de postos para o recolhimento de armas e o pagamento de indenização será imediato para quem devolver a arma que tiver em casa. Além da indenização imediata, as armas serão inutilizadas no momento da entrega. A retomada da campanha de desarmamento será em 6 de maio e foi anunciada no dia 11 de abril pelo ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo.
Vão ser cadastrados como postos de devolução as delegacias da Polícia Civil, os quartéis da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, organizações não-governamentais e igrejas, além da Polícia Federal e das Forças Armadas. O objetivo do Ministério da Justiça e das instituições e organizações da sociedade civil que vão atuar em conjunto é recolher o maior número possível de armas em todo o Brasil.
Quem entregar sua arma receberá um protocolo e poderá trocá-lo em qualquer agência do Banco do Brasil. O valor permanece entre R$ 100 e R$ 300. Munições também poderão ser arrecadadas. Mas quem as entregar não será indenizado, uma vez que a legislação prevê ressarcimento apenas para a entrega de armas de fogo.
As armas serão inutilizadas no momento da entrega. O objetivo é impedir que voltem a ser utilizadas. “Com essa capilaridade e simplificação de procedimentos, acreditamos que a campanha terá grande penetração no território nacional, possibilitando a qualquer brasileiro que queira devolver uma arma contribuir para um país mais seguro”, disse o secretário-executivo do MJ, Luiz Paulo Barreto.
A nova campanha do desarmamento terá início em 6 de maio e será permanente. Até o final de 2011, o MJ terá à disposição R$ 10 milhões para investir nas ações do programa, mas o valor pode ser aumentado, se necessário. Nas duas campanhas anteriores, foram recolhidas cerca de 550 mil armas, número que o MJ espera superar este ano.
ONGs e igrejas que funcionarem como postos de coleta vão ter que seguir algumas regras para dar segurança ao processo. Elas deverão contar sempre com a presença de um agente público em seu endereço (policial federal, civil ou militar, por exemplo), condições de gerar o protocolo de pagamento e local adequado para recolher as armas.
A primeira reunião do Conselho da Campanha do Desarmamento teve a participação de cerca de 40 integrantes de diversas instituições públicas e da sociedade. Entre as entidades presentes estavam a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Banco do Brasil, Ministério da Defesa, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), Frente Nacional dos Prefeitos, Rede Desarma Brasil, Conselho dos Chefes de Polícia Civil, Conselho Nacional dos Comandantes de Polícia Militar, Ministério Público Federal e Associação Maçônica do Brasil.

Com informações do Ministério da Justiça

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Assassino fala sobre massacre em carta deixada e vídeos

Em uma nova série de vídeos divulgados nesta sexta-feira (15) pela Polícia Civil, Wellington Menezes de Oliveira - que matou 12 estudantes e feriu outros 12 no último dia 7 em uma escola em Realengo, zona oeste do Rio de Janeiro - aparece em uma das gravações colocando a culpa pelo massacre em “autoridades escolares”. Ele também fala de humilhações que teria passado e diz que "esse cenário vem se repetindo sem que nada seja feito”.
- Que o ocorrido sirva de lição principalmente para as autoridades escolares, para que descruzem os braços diante de situações em que alunos são agredidos e humilhados, ridicularizados, desrespeitados. Escola, colégio e faculdade são lugares de ensino, aprendizado e respeito.
O atirador diz em uma das sequências de imagens que era alvo de "covardias" e deboches. Sem dizer explicitamente quem praticava as supostas humilhações, Wellington fala que os agressores se divertiam "sem se importar com meus sentimentos".
- Se eu ainda me lembro de todas as humilhações que eu passei na mão desses covardes, eu era agredido, ridicularizado. As vezes que mais doíam é quando eles praticavam estas covardias contra mim e todos em volta riam, debochavam, divertiam sem se importar com meus sentimentos.
Wellington fala em "irmãos" em um dos vídeos. Diz que há "irmãs e irmãos preparados para morrer".
- Mas o que mais me irrita hoje é saber que esse cenário em se repetindo sem que nada seja feito contra essas pessoas covardes, analisando esse cenário que eu percebi que algo precisa ser feito contra esses covardes. Todos precisam saber que tem irmãos preparados a matar e a morrer. Há irmãos dispostos a dar a vida os inspirando a se defender até a última consequência.

Com informações do R7.com

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Sargento da Polícia Militar é baleado durante assalto em João Pessoa - PB

Um sargento da Polícia Militar que presta serviço ao Centro de Ensino da Polícia Militar foi atingido com dois tiros durante um assalto ocorrido na quarta-feira (13) à noite em João Pessoa. O crime aconteceu numa lan house no bairro Colibris. De acordo com a polícia, dois assaltantes invadiram o estabelecimento e atiraram contra o sargento na fuga. O circuito interno de segurança da Lan House capturou a imagem de um dos assaltantes durante a ação dos bandidos, que fugiram em uma moto Fan Preta.
Lailo Costa Soares, de 48 anos, foi socorrido e levado para o Hospital de Emergência e Trauma. Ele deu entrada às 18h25. O paciente fez exames e continua internado nesta quinta-feira (14). De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, seu estado de saúde é regular.
Segundo as informações preliminares, a casa do sargento foi alvejada na semana passada.

Com informações do portal correio e paraiba 1.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Preso suspeito de estuprar estudantes na UFMS

Um suspeito de estuprar uma estudante universitária no campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, em Campo Grande, foi preso na noite de terça-feira (12). O crime aconteceu na manhã de segunda-feira (11), segundo a polícia. O delegado Jefferson Lupi, disse que o suspeito teria confessado o crime durante o depoimento. Além da estudante, outras três mulheres vítimas de violência sexual reconheceram o suspeito como autor dos crimes. O suspeito foi preso no bairro Tiradentes, segundo Lupi. Ele já tinha cumprido pena por homicídio, não tinha emprego ou moradia fixa, e permanecerá detido na Delegacia da Mulher até a conclusão do inquérito, que deve levar mais dez dias. Depois, será encaminhado a um presídio.
De acordo com informações da UFMS, a aluna do curso de Química seguia para a sala de aula, quando foi abordada e levada para um matagal. Ela foi socorrida por funcionários da universidade, que chamaram o serviço de resgate. Em nota, a UFMS, informou que a segurança no campus seria reforçada.

Com informações do G1.com

terça-feira, 12 de abril de 2011

Policiais que atuaram na escola em Realengo - RJ, são promovidos.


Os três policiais do Batalhão de Polícia Rodoviária que interromperam a ação do atirador Wellington Menezes de Oliveira, na Escola Tasso da Silveira, em Realengo, na última quinta-feira (7), foram condecorados por ato de bravura no Rio na manhã desta terça-feira(12). O presidente em exercício, Michel Temer, participou da cerimônia. O terceiro-sargento Márcio Alexandre Alves, chamado de herói pelo governador Sérgio Cabral, foi promovido a segundo-sargento. Já os cabos Denilson Francisco de Paula e Ednei Feliciano da Silva foram alçados a terceiro-sargento. A ação dos militares foi elogiada pelo comandante-geral, coronel Mário Sérgio Duarte, na abertura do evento, no quartel-general da Polícia Militar, no Centro do Rio. “Em meio ao horror, uma guarnição, demonstrando coragem e serenidade, conseguiu impedir que o franco atirador causasse um morticínio ainda maior”, disse.
O coronel Mário Sérgio afirmou que “o 7 de abril não deve ser lembrado como um dia de fúria e infâmia, mas um marco para construir a paz” e citou ainda uma passagem do Alcorão. “O livro sagrado do Islã, que com certeza nada tem a ver com esse ato tresloucado, diz: "As crianças são o ornamento da vida neste mundo", Michel Temer fez um breve discurso, elogiou a política de segurança do governo do estado, citando o secretário de Segurança José Mariano Beltrame, e lembrou que a presidente Dilma Rousseff, antes de viajar para a China, recomendou que ele a representasse na cerimônia de promoção dos militares. Ele entregou as condecorações ao sargento Márcio Alves.
"Fora a parte da coragem, eles têm o senso de oportunidade e a tranqüilidade para agir", resumiu Temer.

Com informações do G1.com

sexta-feira, 8 de abril de 2011

PCMG paralisa efetivo na próxima semana

Os agentes da Polícia Civil decidiram, durante assembleia nesta sexta-feira (8) na região Central de Belo Horizonte, fazer uma paralisação de 48 horas na próxima semana. Na terça e quarta-feira, 12 e 13 de abril, apenas 30% dos serviços irão funcionar.
Depois do encontro na Praça da Liberdade, os agentes fizeram uma passeata até a Praça Sete, onde permanecem em manifestação.Com faixas nas mãos e carro de som, eles reivindicam reajuste salarial, contratação de novos policiais e a melhoria das condições de trabalho. Em um ato simbólico, os manifestantes colocaram fogo em um caixão próximo ao obelisco da Praça Sete, conhecido popularmente como Pirulito.
De acordo com a BHTrans, o trânsito é bastante complicado no centro de Belo Horizonte. Na cruzamento da Afonso Pena com Amazonas, até mesmo os pedestres foram proibidos de passar. O congestionamento atingiu o bairro Calafate, o complexo da Lagoinha e a avenida Antônio Carlos.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Maníaco mata alunos e se suicida em escola de Realengo - RJ

Um homem de 23 anos entrou em uma escola municipal na Zona Oeste do Rio na manhã desta quinta-feira (7), atirou contra alunos em salas de aula lotadas, foi atingido por um policial e se suicidou. O crime foi por volta das 8h30.
Segundo o diretor do hospital para onde as vítimas foram levadas, 11 crianças morreram (10 meninas e 1 menino) e 13 ficaram feridas (10 meninas e 3 meninos). As crianças têm idades entre 12 e 14 anos.
Segundo autoridades, o nome do atirador é Wellington Menezes de Oliveira e ele é ex-aluno da Escola Municipal Tasso da Silveira, no bairro de Realengo, onde foi o ataque. Seu corpo foi retirado por volta das 12h20, segundo os bombeiros.
A polícia diz que ele portava dois revólveres calibre 38 e equipamento para recarregar rapidamente a arma. Esse tipo de revólver tem capacidade para 6 balas. O barulho dos tiros atraiu muitas pessoas para perto da escola, um policial que fazia uma blitz perto da escola foi chamado por alunos que conseguiram fugir do local.
O policial diz que subiu ao segundo andar e encontrou Wellington no corredor e atirou em sua perna. Em seguida, ele diz que Wellington se matou.
O subprefeito da Zona Oeste, Edmar Peixoto, afirmou que Wellington Menezes deixou uma carta em que contava ser portador do vírus HIV. Segundo a Polícia Militar, ele era ex-aluno.
De acordo com o coronel Djalma Beltrami, a carta de Wellington tinha inscrições complicadas. “Ele tinha a determinação de se suicidar depois da tragédia”, contou Beltrami. A carta foi entregue a agentes da Divisão de Homicídios.
Conhecido na escola por ser ex-aluno, ele teria entrado sob alegação de que iria fazer uma palestra. Segundo a polícia ele usou dois revólveres, que chegou a recarregar várias vezes.

Com informações do G1.com

quarta-feira, 6 de abril de 2011

PRF e PC apreendem armas e cigarros na PB

A Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Civil realizaram uma operação conjunta que culminou na apreensão de cinco mil pacotes de cigarros contrabandeados, três armas e 30 munições de calibre 38, no município de Sapé - PB. Os flagrantes aconteceram no início desta manhã de quarta-feira (6). Três pessoas foram detidas.
As equipes do Núcleo Operação Especiais (NOE) da PRF e agentes de Polícia Civil da Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas cumpriram mandados de busca e apreensão expedidos pela comarca da cidade de Sapé. Eles começaram a operação por volta das 6h, quando abordaram três residências no Centro da cidade e, em seguida, chegaram até uma fazenda onde estavam a maior parte dos cigarros.
De acordo com a PRF, a fazenda foi comprada recentemente por R$ 100 mil, com o propósito de esconder os cigarros contrabandeados que seriam comercializados nos municípios de Sapé, Mari, Mulungu, Sobrado, Riachão do Poço, Capim e Cruz do Espírito Santo, todos na PB. A fazenda seria uma espécie de central de abastecimento.
As armas apreendias foram dois revólveres calibre 38 e uma carabina também do mesmo calibre. A PRF e a Polícia Civil preferiram não divulgar os nomes dos detidos porque um quarto acusado ainda está sendo procurado.
Quem comanda as investigações é o delegado Leonardo Souto Maior, titular Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas em João Pessoa, para onde a ocorrência é encaminhada nesta manhã.

Com informações do paraiba1.com.br

terça-feira, 5 de abril de 2011

Homem fica preso debaixo de caminhão em MG

Um homem ficou preso debaixo de um caminhão, na noite desta segunda-feira, em Coronel Fabriciano, no Vale do Rio Doce. Segundo os bombeiros, ele fazia a manutenção do veículo quando houve um acidente.
Ainda de acordo com o Cobom, por volta das 18h30 a guarnição da cidade recebeu uma ligação informando que um mecânico, de 30 anos, fazia manutenção em feixe de molas de um caminhão quando o veículo, que ainda estava carregado com telhas, escorregou e a madeira que era usada para apoiá-lo cedeu sobre a vítima, prensando-o contra o asfalto. O  homem foi prensado por um dos eixos do veículo e  foi preciso retirar as rodas para salvar o mecânico segundo os bombeiros.
O homem sofreu uma fratura na bacia e teve diversas outras escoriações. Ele foi socorrido e levado em estado grave para o Hospital de Pronto-Socorro Vital Brasil.

Com informações de O tempo.com.br

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Mulher é encontrada morta com sinais de agressão no Cristo, em JP - PB

Uma mulher foi encontrada morta na manhã desta segunda-feira (4) no bairro do Cristo, em João Pessoa. Moradores do conjunto Vale das Palmeiras ligaram às 6h24 para o telefone 190, da Polícia Militar, informando o fato. Outros dois homicídios foram registrados na Capital e em Santa Rita, da noite do domingo até esta manhã.
De acordo com as primeiras informações apuradas pela polícia no local, a mulher foi assassinada com golpes de arma branca. Ela apresentava uma perfuração no pescoço e vários ferimentos no rosto. Ainda segundo a polícia, ela está vestida com um saia jeans e uma camisa estampada com a foto de um rapaz e a inscrição: "Pedrão, saudades eternas".
A polícia informou que a fotografia remete ao companheiro da mulher, que teria sido assassinado no ano passado. Até o momento, a mulher não foi reconhecida. Os moradores disseram que ela não seria da comunidade.
A Delegacia de Homicídios e peritos do Instituto de Polícia Científica (IPC) foram convocados para fazer os primeiros levantamentos e começar a investigar o homicídio. O corpo será levado para a Gerência de Medicina Legal (Gemol), onde um parente deverá fazer a identificação.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Policiais Federais apreendem dois caminhões carregados com cigarros contrabandeados no PR

Policiais federais que compõem a Operação Sentinela localizaram dois caminhões carregados com cerca de 700 caixas de cigarros, o equivalente a aproximadamente R$ 200 mil reais.
As apreensões ocorreram nesta madrugada, 31/03, por volta de 05:00h, na região de Oliveira Castro - PR. Policiais federais e militares da Força Nacional diligenciavam na região quando avistaram dois caminhões "atolados" em uma estrada vicinal, próximos às margens do Lago Itaipu.
A equipe saiu em busca dos condutores, porém, ninguém foi encontrado. Ambos os caminhões e a carga serão entregues à Receita Federal do Brasil para contagem e demais procedimentos pertinentes.