quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Futuro Diretor da PF e PRF é anunciado

O futuro ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, anunciou nesta quarta-feira (29) que o novo diretor da Polícia Federal a partir de 2011 será Leandro Daiello Coimbra, atual superintendente da instituição em São Paulo. Coimbra tem 44 anos e é natural de Porto Alegre.
O atual diretor, Luiz Fernando Corrêa, deixa o cargo após comandar a PF por pouco mais de três anos –ele estava no cargo desde setembro de 2007. A gestão Corrêa foi marcada por operações polêmicas, como a Satiagraha, que em 2008 resultou na prisão do banqueiro Daniel Dantas. Sobre o atual diretor, Cardozo disse: "Ele me informou que vai se aposentar".
"A Polícia Federal tem pessoas altamente qualificadas e vários poderiam efetivamente ocupar a direção-geral. Mas após uma análise, nós submetemos à presidente eleita o nome do Leandro Daiello Coimbra, superintendente [da PF] em São Paulo, que foi convidado e aceitou ser o novo diretor-geral da Polícia Federal", disse o ministro.
"Nós queremos que cada vez mais a Polícia Federal tenha esse nível de atuação, sempre investindo nos talentos, nos equipamentos, na formação de pessoal e na gestão, que foi tão bem desenvolvida", declarou Cardozo. Ele aproveitou para elogiar o trabalho feito por Luiz Fernando Corrêa à frente da PF, que ele classificou como "fantástico".
Segundo ele, a PF deve seguir a mesma linha de atuação. "Terá uma linha republicana, competente, eficiente na gestão, e será um braço importante da atuação do Ministério da Justiça no combate ao crime organizado e, obviamente, na segurança pública, que é uma das principais linhas do governo da presidente Dilma Rousseff", declarou.

Também foi anunciado que o atual diretor-geral da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Hélio Cardoso Derenne, permanecerá no cargo.
Cardozo afirmou que a indicação de apenas uma secretaria do ministério ainda não foi definida, mas se recusou a especificar qual delas e disse que deve fazer um anúncio com os novos nomes possivelmente já nesta quinta-feira (29).

Cardozo informou que o Ministério da Justiça terá outra secretaria sob seu comando. "A decisão da presidente da República é que a Senad (Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas) vá para o Ministério da Justiça", afirmou, dizendo ainda que o nome para comandar a secretaria também já está definido mas só deve ser divulgado junto dos outros.

Com informações da G1.com

Um comentário:

  1. Infelizmente, contrário à grande maioria do efetivo da PRF, continua no cargo o Insp. Derenne... É triste, com tanta gente boa podendo assumir.

    ResponderExcluir