segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Tropa de Elite 2 (ficção ) X Bope (realidade).

"Tropa de elite 2" é o filme de maior público na estreia da história do cinema nacional. Segundo dados do Filme B e da Rentrak - empresas que contabilizam dados de bilheteria no país - entre sexta-feira (8), dia do lançamento em 696 salas do país, e o último domingo (10), a produção dirigida por José Padilha foi assistida por 1,25 milhão de espectadores. O número supera fenômenos de bilheteria de 2010 como "Eclipse" - terceira parte da saga de vampiros adolescentes "Crepúsculo" - que foi vista por 1,185 milhão em sua estreia, em junho.
"Tropa de elite 2" também é a maior estreia nacional no ano, superando as sagas espíritas "Chico Xavier" e "Nosso lar", que foram vistas no primeiro final de semana por 590 mil e 560 mil, respectivamente. Continuação do longa de 2007, premiado com o Urso de Prata no Festival de Berlim, "Tropa de elite 2" mostra seu protagonista, o policial do Bope Nascimento (Wagner Moura), combatendo novos inimigos: políticos corruptos e milícias que agem nas favelas cariocas. A segunda parte do longa dá um salto de 15 anos em relação à trama oirginal e traz o ex-capitão do Bope, promovido a subsecretário da Segurança Pública, também em confronto com um ativista dos direitos humanos, vivido pelo ator Irandhir Santos.

Dois homens morreram e dois foram baleados durante uma ação do Batalhão de Operações Especiais (Bope) e do 14º BPM (Bangu), na Favela do Taquaral, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. As vítimas, segundo a polícia, seriam integrantes de uma quadrilha de traficantes que para escapar ao cerco, teriam rendido motoristas de dois ônibus que passavam pela região, no fim da noite de domingo (10). Eles mandaram os passageiros descerem, levaram os veículos para o interior da favela e atearam fogo. Ninguém ficou ferido no incêndio. Os traficantes fugiram em direção à Vila Aliança, em Bangu. Segundo as primeiras informações do Bope, no tiroteio, dos quatro baleados, dois chegaram mortos ao Hospital Albert Schweitzer, em Realengo, na Zona Oeste. Os outros dois feridos foram medicados e depois levados para a 33ª DP (Realengo). Com os suspeitos, a polícia informou que encontrou uma pistola, uma granada, um radiotransmissor e mais de mil papelotes de cocaína. No sábado (9), terminou com dois suspeitos presos e com a apreensão de grande quantidade de munições e de drogas, na Vila Vintém, em Padre Miguel, na Zona Oeste. As informações são da 34ª DP (Bangu). Foram apreendidos mais de 400 munições de fuzil, duas granadas, uma bomba caseira, um caderno com anotações da contabilidade do tráfico, além de cocaína, pedras de crack e maconha.

Com informações do Globo.com/G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário